Seleção Brasileira Master

Esteve em Campo Mourão participando de um jogo amistoso contra um combinado local, a Seleção Brasileira Master. Na verdade parecia mais a Seleção Master do Corinthians, pois entre outros jogaram: Biro-Biro, Tupanzinho, Zenon, Gilmar Fubá,  Vitor e Dinei. O placar foi 6 x 0 para a Seleção de Masters.

De negativo foi o público, que passou um pouco de cem pessoas. O jogo foi pouco divulgado e sendo numa sexta-feira à noite, no mês de dezembro e com outros eventos acontecendo na cidade, não dava para esperar grande público. O portão que levava ao campo estava aberto e tinha mais torcedor ao lado do banco de reservas da Seleção Brasileira Master, tirando fotos e pegando autógrafos, do que torcedores nas arquibancadas.

Jogo correndo solto...

Jogo correndo solto…

2

Banco de reservas.

3

Banco de reservas.

4

Até a Prefeita entrou na tietagem.

5

Vander e Tupanzinho, herói corinthiano.

Corinthians Campeão da Libertadores 2012

Foi sofrido, demorou, mas finalmente o Corinthians foi Campeão da Copa Libertadores. Se o time não mostrou um futebol de encher os olhos, ao menos mostrou um futebol de resultado, que fica claro na forma invicta com que conquistou o título. E no futebol o importante é o resultado, o importante é ser campeão. A melhor Seleção Brasileira que já vi jogar foi a da Copa de 82 com Zico e Sócrates, comandada pelo mestre Telê Santana. Aquela seleção jogou bonito, mas não venceu. Então prefiro um time que não jogue bonito e seja campeão, do que um time que jogue bonito e não ganhe títulos. No futebol o importante é o resultado e nada mais!

Esse título do Corinthians serviu para calar muitos chatos, os tais “anti-corinthianos”, que se importam mais com os resultados do Corinthians do que com os resultados de seu próprio time. Se estes anti se preocupassem mais com seus próprios times, talvez estes times tivessem mais torcida e dessem mais audiência na TV. Nessa Copa Libertadores o Corinthians teve Ibope igual à Seleção Brasileira em jogos de Copa do Mundo. Somente o Corinthians para conseguir uma proeza dessas! Isso é sinal de que se não somos (ainda) a maior torcida do Brasil, somos a mais fiel, a mais apaixonada e a mais louca. E o Flamengo que se cuide, pois com esse título da Copa Libertadores uma nova safra de torcedores está nascendo e muito em breve seremos a maior torcida do Brasil.

Sou corinthiano desde meus seis anos de idade, desde a derrota para o Internacional na final do Brasileirão de 1976. Mas sou pé quente, pois no ano seguinte o Corinthians foi Campeão Paulista, saindo de uma fila de 23 anos à espera de um título. Não sou um torcedor fanático daqueles que fazem loucuras pelo time, que batem ou apanham. Sou um torcedor apaixonado e como quase tudo que faço na vida, sou um torcedor discreto. E sou aquele que veste a camisa do time não somente nas vitórias, mas também nas derrotas, igual fiz no rebaixamento do time em 2007, quando após o jogo do rebaixamento saí à rua em Curitiba com a camisa do Corinthians. Naquele dia muita gente na rua veio me cumprimentar pelo meu exemplo de amor ao time mesmo na derrota.

Então é isso! Meus sinceros parabéns a todos os corinthianos! E aos anti-corinthianos, que se preocupem mais com seus times e deixem o Corinthians em paz, pois não nos precupamos com vocês e seus times. E para nós mais importante do que conquistas é o próprio CORINTHIANS!!!

Corinthians: Campeão da Copa Libertadores 2012

Corinthians: Campeão da Libertadores 2012

No Memorial do Corinthians.

Memorial do Corinthians.

Memorial do Corinthians.

Day After Corinthiano

Ontem não deu para o Corinthians e perdemos o Campeonato Paulista para o Santos. Futebol é assim mesmo, um dia ganhamos e noutro perdemos, então nada de se lamentar. Eu particularmente gosto de futebol, de acompanhar pela TV, mas não sou e nunca fui fanático. Para mim tanto a alegria da vitória, quanto a tristeza da derrota desaparecem após meia hora. Tenho assuntos e problemas mais importantes para resolver, então não da para ficar muito tempo me preocupando com futebol. Acho tristes aqueles que são fanáticos, que exageram, matam e morrem por causa de uma partida de futebol, a troco de nada.

Gosto de brincar, zoar com os amigos torcedores de outros times, quando somos os vencedores. E quando somos os perdedores aceito numa boa as brincadeiras. Hoje na academia um professor que é corinthiano colocou o hino do Corinthians para tocar. Ele, eu e mais dois torcedores ficamos em sentido com a mão sobre o coração. Foi vaia para todo lado, principalmente por parte da mulherada. Foi divertido, sinal de que levamos numa boa o momento de derrota e que continuamos mais corinthianos do que nunca.

...