Nasce Uma Estrela

Com exceção das postagens anuais que faço sobre os filmes concorrentes ao Oscar, eu raramente posto sobre filmes aqui no blog. Vejo muitos filmes, adoro cinema, mas se fosse postar sobre todos os filmes que assisto, isso aqui ia se transformar num blog sobre cinema, e essa não é a finalidade desse blog. Então quando posto sobre um filme aqui, é por que gostei muito de tal filme.

Assisti Nasce Uma Estrela (A Star is Born), junto com mais quatro amigos, em Maringá. Era feriado municipal em nossa cidade, em plena segunda-feira. Então fomos para Maringá passear, e por insistência minha acabamos indo ao cinema assistir Nasce Uma Estrela, filme que eu queria muito ver.  Fomos numa sala vip, bastante confortável. Eu sabia pouco sobre o filme, mas sabia que estava fazendo bastante sucesso e que sua trilha musical era muito boa. Tinha receio de que meus amigos pudessem não gostar do filme. No final, quando as luzes do cinema se acenderam, estavam todos com lágrimas nos olhos. Todos amaram o filme!

Jackson Maine (Bradley Cooper) é um cantor no auge da fama. Um dia, ele para em um bar para beber e conhece Ally (Lady Gaga), uma cantora amadora. Jackson se encanta pela mulher e seu talento, decidindo levar ela junto em seus shows e aos poucos Ally ascende ao estrelato. Em contrapartida, Jackson vive uma crise pessoal e profissional devido aos problemas com o álcool.

O filme é a terceira refilmagem da versão original de 1937, estrelada por Janet Gaynor e Fredric March, que teve uma adaptação musical em 1954, estrelado por Judy Garland e James Mason, e  também um musical de rock em 1976, estrelado por Barbra Streisand e Kris Kristofferson.

Nunca curti Lady Gaga, mas no filme ela está muito bem, e canta muito… O filme já é forte candidato ao próximo Oscar, na categoria de melhor filme. E Lady Gaga com certeza vai concorrer na categoria de melhor atriz. Além de estrelar o filme, Bradley Cooper também foi o diretor. Existe grande possibilidade dele concorrer ao Oscar como melhor ator e melhor diretor.

nasc1

nasc4

lead_720_405asc7

nasc3

 

Caminhada na Natureza – Etapa Sertãozinho

Hoje foi dia de levantar cedo e pegar estrada, para participar de mais uma etapa do circuito Caminhada na Natureza. Esse ano estou meio devagar com as caminhadas, por culpa de um problema no joelho que me incomoda há alguns meses. A caminhada de hoje era a etapa de Engenheiro Beltrão, que dessa vez aconteceu no distrito de Sertãozinho. Então vou chamar a caminhada como etapa de Sertãozinho.

Sertãozinho é um pequeno distrito, que fica ao lado da BR que vai de minha cidade, Campo Mourão, até Maringá. Passo por Sertãozinho há quase cinquenta anos, desde que me conheço por gente e nunca tinha “entrado” na pequena cidade. Hoje foi a primeira vez que entrei em Sertãozinho, justamente por culpa da Caminhada na Natureza. De casa até lá são 20 quilômetros de estrada. Tinha muita neblina na estrada, mas mesmo assim cheguei rápido. Dessa vez fui sozinho, pois meu habituais companheiros de caminhada preferiram ficar dormindo.

A caminhada começou com atraso, o que é até normal nesse tipo de evento. Tinha chovido bastante nos dias anteriores, e por conta disso tinha muito barro pelo caminho. No início caminhamos com bastante neblina, o que dava um ar meio sinistro a caminhada, e deixava bonita a paisagem. A caminhada em si teve 9,5 quilômetros de extensão, e foi a mais curta de que participei até hoje. Tiveram que mudar o caminho, excluindo uma cachoeira que estava na rota original, mas que teve as trilhas que levam até ela destruídas pelas chuvas recentes.

Passamos por algumas paisagens interessantes, e também caminhamos um pouco pela margem de um rio. Próximo ao rio passamos por uma trilha em meio a mata, que estava cheia de lama e escorregadia, e onde vi algumas pessoas sofrerem quedas. Após essa trilha tinha um morro enorme para subir, e sofri um pouco para vence-lo, o que comprova que estou bastante fora de forma após quase cinco meses sem praticar atividades físicas com regularidade. Mesmo fora de forma, caminhei em um bom ritmo e terminei a caminhada muito antes do que imaginava. Sendo assim voltei para casa e tive tempo de lavar calçado e roupas enlameadas e ir almoçar na casa de meus pais.

No geral a caminhada de Sertãozinho foi bem organizada e interessante. Espero voltar no próximo ano e que tenha sol e possa conhecer a cachoeira que dessa fez ficou de fora do roteiro da caminhada.

44024877_10155986354283067_3463216629674934272_n

Caminhadas_peq