Maria de Villota

“Eu era pilota. Corria muito, com grande velocidade. Tão rápido que apenas gotas das pequenas coisas da vida caíam em mim. Só queria correr, avançar, chegar ao objetivo e cumprir meus sonhos. Agora que só tenho um olho, talvez perceba mais coisas do que antes. Antes, minha vida era uma luta contra o cronômetro. Agora, que vejo que é preciso parar e medir as coisas de outra forma. Não são mais os décimos do cronômetro, mas sim os pequenos momentos.” (Maria de Villota)**

**Espanhola e ex pilota de testes da equipe Marussia de Fórmula 1, sofreu um acidente grave durante um teste em julho de 2012. Perdeu um olho e ficou com sequelas neurológicas que a levaram a morte no último dia 11 de outubro. Nos 15 meses que teve de “sobrevida” após o acidente, ela deu muitas lições de vida. Trabalhou em uma entidade beneficente e escreveu um livro contando sua história. Faleceu de repente num quarto de hotel, aos 33 anos e três dias antes do lançamento de seu livro.

Maria de Villota.

Maria de Villota.

Livro: A Vida é um Presente

Livro: A Vida é um Presente