Um pouco de Nietzsche

“O que não provoca minha morte faz com que eu fique mais forte.”

“Torna-te aquilo que és.”

“A ideia do suicídio é uma grande consolação: ajuda a suportar muitas noites más.”

“Saber é compreendermos as coisas que mais nos convém.”

“Somos muito injustos com Deus. Nem sequer Lhe permitimos pecar.”

“Você vive hoje uma vida que gostaria de viver por toda a eternidade?”

“Se minhas loucuras tivessem explicações, não seriam loucuras.”

“A recompensa final dos mortos é não morrer nunca mais.” 

Nietzsche

Copa 2010

Acompanho Copa do Mundo desde 1978, mas nunca estive tão desanimado e sem motivação para acompanhar o Brasil em uma Copa, igual está sendo esse ano. Não sei se é pelo fato de ainda estar sofrendo com a depressão que me acompanha faz alguns meses, se é a desilusão com o futebol, que cada dia perde mais a graça pra mim, ou se a desilusão é com o time atual do Brasil. Acho que é tudo isso somado. Sei que os primeiros três jogos assisti sozinho em casa e dormi. Teve um jogo que dormi  quase o tempo todo.

Uma coisa que me chama atenção nessa época de Copa do Mundo, são os exageros por parte dos brasileiros. Dias de jogos viram mini feriados, os carros cheios de bandeiras, qualquer resultado a favor vira motivo pra carreata, pra festa. Nessa época o brasileiro vira patriota. Ele devia ser patriota o ano todo, pois talvez assim o Brasil melhora um pouco. Não adianta ser patriota somente de quatro em quatro anos. Muitas vezes acho nosso Brasil e seu povo uma piada!

Logo da Copa 2010

Churras na Adri

Ontem teve churrasco na casa da Adri e do Paulo. Esse churrasco serviu também para comemorar o aniversário da Lil. Compareceram o pessoal do Medianeira e foi muito divertido.  A comida estava boa e exagerarei um pouco, depois fiquei passando mal.

Galera animada.

Entre a Carol e a Lil, aniversariante da noite.

Testando o sofá da Adri, pra ver se era bom.

Sou um monte de coisas e quase nada…

Sou sincero,  doa a quem doer, mas  também sei mentir.  Posso te dar o  paraíso ou te  levar ao inferno em segundos. Vivo me perdendo e me encontrando, pois estou em constante evolução. Às vezes penso demais, outras simplesmente não penso, ajo. Acho que sou livre, e ser livre pode ser muito bom, ou não; pois isso te oferece inúmeras possibilidades que muitas vezes só te atrapalham. Sei lá, eu sou um monte de coisas e quase nada ao mesmo tempo…
         K-róu

*arquivo pessoal

Paraná, origem do nome…

Dia destes me perguntaram de onde surgiu o nome Paraná, para meu estado de nascimento. Mesmo sendo formado em história, tive que humildemente responder que não sabia. Não me lembrava de um dia ter estudado sobre isso seja na escola ou na faculdade. Então fui pesquisar e abaixo segue um resumo sobre o assunto.

Paraná vem da língua guarani, significa: “para” … mar + “anã” … parecido, parente, semelhante, significando rio grande, rio como mar, rio semelhante ao mar.

É um termo de origem geográfica, refere-se ao Rio Paraná, que é o maior curso d’água em território paranaense, que divisa o Estado do Paraná da República do Paraguai e do Estado do Mato Grosso do Sul. A pronúncia correta originalmente era Paranã, com o tempo a acentuação da última vogal foi alterada.

O nome Paraná, dado ao Estado, surgiu a partir de 1853, quando a então Comarca de Curitiba, que pertencia à Província de São Paulo, foi elevada a categoria de Província (que seria o Estado na época). A forma como surgiu a denominação do Estado do Paraná foi impositiva. Não houve consenso, foi uma decisão “de cima para baixo”. Se prevalecesse o bom senso continuaria o antigo nome, que era Comarca de Curitiba.

Gosto do nome Paraná, mas particularmente acho que o critério utilizado na escolha do nome do Estado foi equivocado. Se a idéia era escolher o nome de um rio que banhasse o Estado, a melhor opção seria escolher o nome do Rio Iguaçu. O Rio Paraná é importante, mas ele não adentra o estado, apenas faz divisa. Já o rio Iguaçu nasce próximo a Curitiba e atravessa milhares de quilômetros do território paranaense. Então em minha modesta opinião o nome do Estado deveria ser Estado do Iguaçu.

A nível de curiosidade, até 1853 quem nascia no atual Estado do Paraná, era conhecido como paulista da 5ª Comarca.

Bandeira do Paraná

Coisas que eu aprendi ao completar 40 anos

Somos o somatório de tudo o que vivemos e experienciamos até aqui.

Fazer 40 anos é um marco!

Aos 40 é preciso zerar o velocímetro e começar uma nova contagem.

A vista fica mesmo mais curta depois dos 40. Bem mais curta…

Fica mesmo mais difícil perder peso a partir dessa idade; já ganhar, se ganha com uma facilidade impressionante.

A gente fica mais seletivo aos 40.

Ficamos mais decididos sobre o que nos serve e o que não nos serve mais, o que realmente queremos e o que não queremos mais, o que vale e o que não vale mais a pena experimentar…

Não resta dúvida: uma etapa muito importante da vida começa aos 40 e, por incrível que pareça, tudo acontece naturalmente.

Forçar a barra, fazer uma cena, nada disso faz mais sentido.

Aos 40, nada é assim tão urgente ou necessário como antes…

Yvette Maria Moura.

Série: CRÔNICA 

Jardim Botânico - Curitiba

Exposição do Goethe-Institut

Semana passada visitei a Exposição  MUSIK + X,  que está em  turnê pela América do Sul e foi montada no subsolo da Biblioteca da Unisinos em São Leopoldo. A exposição apresenta, em palcos temáticos, um panorama de quatro gêneros da música moderna alemã: Hip-Hop, Pop, Techno e Indie. Mesmo não curtindo esses estilos de música, achei a exposição interessante e bem montada. Na visita a exposição tive como companhia a Edina e o Jeferson.

Musik + X

Alguns stands da exposição.

Serra do Mar e Morretes

No domingo eu e Andrea fomos fazer o passeio de trem pela Serra do Mar, saindo de Curitiba bem cedo. Já fiz esse passeio várias vezes, para a Andrea seria a primeira vez. O tempo ajudou, estava frio mas tinha sol e foi possível ver muito bem as belas paisagens da serra. De ponto negativo foi o péssimo vagão que pegamos e o guia da Serra Verde Express, empresa responsável pelos passeios de trem. O guia estava mais preocupado em vender coisas do que mostrar os pontos principais do passeio. Teve algumas atrações que ele nem mencionou e outras ele falou o básico, quando podia ter falado mais. A todo momento ele queira vender algo, acabava sendo irritante. Desembarcamos em Morretes, fizemos um rápido passeio pela cidade e retornamos a Curitiba.

Passeio de trem pela Serra do Mar. 13/06/2010

Morretes - 13/06/2010

Passeios

No final de semana a Andrea esteve em Curitiba. Veio passar o dia dos namorados comigo e também conhecer a cidade. Ela já esteve em várias partes do mundo mas ainda não conhecia Curitiba, que fica somente 400 km de sua cidade, São Paulo. Fui buscá-la no aeroporto no sábado pela manhã e  chovia e fazia muito frio.

Passeamos pelo Caminho do Vinho em São José dos Pinhais, onde almoçamos uma autêntica comida de colônia italiana. No restante do dia fizemos vários passeios pela cidade e terminamos a noite com um romântico jantar a luz de velas.

Caminho do Vinho - São José dos Pinhais/Pr 12-06/2010

Bosque do Papa. 12/06/2010

Centro de Curitiba. 12/06/2010

Semana de teste integrado na Unisinos

Fiquei a semana toda em São Leopoldo – RS, participando de testes integrados do novo sistema. A Edina, minha substituta no RH também foi junto para conhecer o pessoal do sistema e aprender um pouco mais sobre o mesmo. Essa deve ter sido minha ultima viagem pra lá. Foram quatro anos e meio e trinta e poucas viagens. Confesso que já não aguentava mais essas viagens. 

Foi uma semana tranquila, eu estava em clima de despedida. Almocei e jantei nos meus locais favoritos e aproveitei para me despedir de todo o pessoal com o qual convivi nesses últimos anos em razão das implantações de sistema.

Unisinos – São Leopoldo/RS

Com colegas que participaram dos testes integrados.

Marcela

E quem foi embora do Medianeira já faz uns dias, foi minha amiga Marcela. Ela vai fazer falta, principalmente nos almoços no Big junto com o Mauricio e Lilica. O almoço e depois o sorvete no Bob´s não terão mais graça sem a presença dela e de seu bom humor. Desejo boa sorte a ela em seu novo projeto de vida.

Marcela